05 março 2009

Memória curta?? Manipulação da informação??? Em Portugal? Não, só na América

Veja-se este caso exemplar. Note-se a evolução temporal da mesma notícia.

---------------------------------------------------------
Portugal escapa à descida de vendas no sector automóvel

(...)As vendas aumentaram quase quarenta por cento em relação ao mês anterior e contribuíram para resultados anuais que surpreenderam os empresários do sector. (...)

António Ferreira Nunes, presidente da ANECRA (Associação nacional de Empresas de Comércio e Reparação Automóvel), revela que os segmentos de gama média-alta foram foram os que mais venderam e diz que não era esperada uma procura tão grande.

O presidente da ANECRA acredita que os processos fortes de campanha que as marcas têm desencadeado, aliados ao aumento do imposto automóvel em 2009, foram os factores que contribuíram para esta procura não esperada.(...)

Apesar de Portugal possuir um mercado pequeno, António Ferreira Nunes diz que que «de todos os mercados da Europa, Portugal foi o que mostrou melhor performance», já que «era esperada uma queda de três a quatro por cento e acabaram por se vender os mesmo veículos vendidos 2007».

---------------------------------------------------------

Com as campanhas e a ameaça do imposto que ía aumentar será que esta performance foi assim tão inesperada?? Mas então o que se esperaria acontecer já em Janeiro de 2009? Ou seja, o que terá acontecido àqueles automóveis que eram para ser comprados em Janeiro e Fevereiro mas cuja compra os potenciais clientes decidiram antecipar??

---------------------------------------------------------

Vendas de automóveis caem quase metade em Janeiro

As vendas do sector automóvel caíram 47,8 por cento em Janeiro deste ano, face a igual período de 2008, segundo os dados da Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA), que destaca que a crise se instalou igualmente no mercado nacional.

(...)

Para o presidente da ANECRA, António Ferreira Nunes, «os dados de Janeiro mostraram que «a crise está instalada» também no mercado nacional, o que é «altamente nociva» para o sector do comércio e reparação automóvel.

---------------------------------------------------------

Mas... ainda há um mês atrás estava tudo bem!!??! Aliás os standards de automóveis portugueses eram líderes europeus de vendas... E agora, o que fazer?

---------------------------------------------------------

Vendas no sector automóvel registam quebra de 43 por cento

A venda de automóveis registou em Fevereiro uma queda de 43 por cento, face a igual período do ano passado. A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) revela que foram vendidos menos cerca de sete mil automóveis e por isso exige medidas ao Governo.

Há números que não deixam ilusões sobre os reflexos da crise. A venda de automóveis em Portugal teve uma queda de 43 por cento no mês de Fevereiro face a igual período do ano passado, tendo sido vendidos menos sete mil e 300 veículos.

---------------------------------------------------------

Ou seja: aquelas vendazinhas de Dezembro não só ajudaram o cash flow, como agora ajudam à estatística no sentido de pressionar o Governo a dar uma ajudinha... Se não fossem aquelas promoções de Dezembro... a diminuição de vendas em Janeiro e Fevereiro seria muito menor (claro, estamos em crise) mas assim não dava para pedir uma ajudinha, não é?

Eu comprei uma máquina de café expresso doméstica e como eu vários vizinhos meus. Logo o café ali da esquina está a vender menos 40% de bicas e italianas. Então vá, D. Maria, vá lá reclamar uma ajudinha do Estado também.

Alberto Terego

2 Comments:

Anonymous Maledeto MocoLino Fascista said...

Parabens ao nosso Alberto Terego (qual Jon Stewart) pela excelente revisao. Se vivessemos num estado fascista, com censura de informacao, esta pouca-vergonha nao acontecia.

12:25 da manhã  
Anonymous Juan Hónimo said...

Não se vive num Estado faz-cista, mas vive-se num estado "faz-se isto", "faz-se aquilo", mas depois não se faz-nada.

12:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home