21 maio 2007

Imagine-se um vórtice no continuum espaço-tempo...

...que gerasse uma bolha do mesmo espaço tempo que duplicasse algo que estava numa certa região do espaço num dado instante. Imaginem que essa singularidade ocorria precisamente quando eu estava no sofá a tirar uma soneca, naquele instante e naquela vizinhança.

BUM, acordava eu ao ouvir o outro sofá a caír (a bolha felizmente tinha-se formado algo acima e para o lado).

OU: BUM, acordava eu ao caír do sofá!

A questão então é mesmo essa: quem seria "eu"?? O indivíduo do sofá original, ou o eu do sofá-cópia?

Notar que a "cópia" é rigorosamente igual ao original no instante t=0 e ambos partilham o mesmo manancial de memórias e experiência.

Nesta experiência conceptual, "quem sou eu", então?? Ambos?
Juan Hónimo

Etiquetas: ,

4 Comments:

Anonymous Fiambrelete said...

Eras o Juan Hónimo e o Matt Cunha ao mesmo tempo. :-)

9:37 da manhã  
Anonymous Dr Matt Cunha said...

Atenção, há aqui um herro tipográfico: o meu 1º nome é Dr, sem ponto final no fim (como o Dr Pepper)

;-)

11:43 da manhã  
Anonymous Alberto Terego said...

No meu caso, seria "eu" e ou meu "outro eu".

1:06 da tarde  
Anonymous Prof. Cakana Manguito said...

:-) se aceitarmos a hipotese que num espaco a 10 dimensoes existem realidades paralelas na 5a dimensao que se podem cruzar com uma dobragem da 6a dimensao, entao um tal vortice poderia efectivamente ocorrer. Ambos seriam o JH mas nao iriam partilhar o mesmo manacial de memorias e experiencia. E a acontecer, seria realmente uma experiencia diga do twilight zone (5a dimensao).

12:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home