31 maio 2007

USA 0,07 no escritório

A cena passa-se no escritório.
São 7.07 da manhã. 0,07 chega ao escritório. Admirado por não encontrar ninguém a trabalhar àquela hora, passa pela mesa da sua secretária privada e deixa-lhe um post-it “Chá à hora do costume, sem açúcar. E traga-me uma impressão da página sete do memorando.”
Duas horas e vinte e três minutos mais tarde chega Rafaela (nome fictício) ao escritório.
0,07 vira-se para a Rafaela, levanta a sobrancelha, inspira e diz.
- Dolce vita, não?
- Não, por acaso é Poison, Mr. ó-ó-sete. – Responde Rafaela sem perceber a ironia.
Mudando o semblante, o agente dá-lhe a entender que está à espera que ela dispa o casaco e que vá ler o recado que lhe deixou na secretária.
Sete minutos depois da conversa Rafaela reaparece com um café, dois torrões de açúcar e o jornal económico aberto na página 7.
0,07 simula um sorriso. Rafaela entrara ao serviço fazia uma semana e já se habituara a ler nas entre-linhas e a destrinçar o certo do errado nas suas frases. Tinha futuro na firma, apesar do seu perfume ser um veneno…

USA 0,07
Log File 00/0685X/294.788
[ENTER]
[CTRL+S]

Etiquetas: ,

2 Comments:

Anonymous Eddou Cadeau said...

Je propogne que Fleurgrèle Estampe vá a coloquer une etiquètte, par example "0,07" dans ces postes (toutes, même les plus antiques), pour nous donner la possibilité de lire separadement les aventures spectaculaires du agént sécret 0,07!

5:23 da tarde  
Anonymous Eddou Cadeau said...

Merci!

6:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home