20 novembro 2007

Cozinheiro

Um cozinheiro com SIDA foi impedido de trabalhar, decisão confirmada por um tribunal da relação. Os juízes decidiram contra o parecer dos técnicos que afirmam não haver perigo de contágio através de lágrimas, suor ou saliva apesar de o vírus existir nesses fluidos corporais. A questão é que a concentração é tão baixa que não há risco de contágio. Ainda mais o cozinheiro está a ser tratado e o vírus encontra-se no seu sangue a um nível indetectável.
Parece-me que um dia destes um senhor juíz desembargador há-de voltar a proclamar que o Sol é que gira em torno da Terra.

Ass: Quinta Anilha

3 Comments:

Anonymous lc said...

Mas assim, nem oito nem oitenta. E um meio termo inaceitavel. O juiz impede-o de trabalhar mas nao o impede de cozinhar para os outros ... o que em si E uma contadicao pois parece que so havera perigo de contagio se o Sr estiver a ser pago ... a mania que a malta da justica tem de "interpretar" a lei e de fazer a lei E vergonhoso e inaceitavel. Eles estao para cumprir a lei, nao para fazer a lei ... democracia ... separacao de poderes ... hello ... ao fim de tantos anos parece que a malta ainda nao entendeu isto da separacao de poderes. Tristeza.

2:07 da tarde  
Anonymous Juan Hónimo said...

Nunca gostei da palavra "desembargador"...

2:56 da tarde  
Blogger Carreira said...

Junto-me ao coro de protestos no meu blogue www.cegueiralusa.com.

Estas decisões são vergonhosas e terceiromundistas.

Abraço,

José Carreira

1:29 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home