25 abril 2008

ACTA da AGVA

Aos 24 dias do mês de Abril de 2008 decorreu a Assembleia Geral do Vistalegre, na presença (nem sempre simultânea) dos personagens:

Professor Çakana Manguito, vítima do ponto único da ordem de trabalhos, a sua transformação mística em Doutor;
Meiguito, que ficou super-excitadíssimo com a perspectiva de fazer uma generalização do "model" (de seu pai) para "supermodel";
Mother Goose, que ficou super-chateada com o facto de afinal em Lisboa a ASAE não permitir a venda de mousse nos restaurantes;
Frei Ben Touvem, que assistiu horrorizado a umas conversas completamente horripilantes de cirurgias contadas pelo invited guest:
Mestreoff, que se falasse "portugee" daria um grande personagem VA.
Florgrela Estampa, uma das vozes de bom-senso da noite, não dando cavaco a certas provocações;
Darth Acão e (...) (mas quando é que "ela" assume a sua identidade VA??), sempre a pensar "Quando este dia chegar no meu caso, será que me vão na mesma convocar para vigiar exames??"
Pepe Caramelo, que lá esteve na defesa e que se fosse preciso estaria na mesma no ataque ou à baliza.
Juan Hónimo, que secretaria esta acta, que será lavrada no terreno fértil do nosso blog.

No início, houve alguma contestação: depois de umas discussões normais, numa das quais Mestreoff colocou umas boas perguntas a ÇM, foi a fez de Bart Simples arguir. Ele argumentou por exº que no livro do ÇM "Eu ÇM" estavam ali muitas notas junto ao pé. Bem, mas tais notas põe-se mas é onde ficarem mais à mão, pensava ÇM, contendo-se.

Discutiu também a mística dos números "pair" e "unpair" (e o zero afinal em que categoria cai?) e a questão filosófica das siglas: sim, porque as pessoas dizem XPTO quando se querem referir a uma situação assim um pouco vaga, estilo xpto? Pois, como viram, é patente a facilidade com que se cai nessa situação.

O Professor Çakana Manguito após alegar umas generalidades em sua defesa (do estilo "desculpe, mas não fui eu que inventei o alfabeto..."), concluíu as alegações com brilhantismo e recebeu a aclamação dos presentes, que depois lhe disseram "Agora já podes descansar", ao que ele respondeu com uma tomada de posição: lazer agora? "Nem !"

Depois dessas alegações, e de ouvir "porreiro pá" pelo menos 3 vezes (ou seja porreiro PA3) a assembleia-geral continuou em sessão num monumental cenário, digno dum dia inesquecível para o pessoal VA.

Juan Hónimo

4 Comments:

Blogger FlorGrela Estampa said...

Acta aprovada, diria eu.

9:56 da manhã  
Anonymous lc said...

Muito bem!!!

1:06 da tarde  
Anonymous Prof. Çakana, PhD said...

Subscrevo na integra!

1:26 da tarde  
Blogger Mother Goose said...

Não fosse a falta de mousse, a AG teria sido perfeita.
;-p

Foi muito bom poder discutir os pontos de ordem da AG com os restantes elementos de tão ilustre blog.
A acta vai por mim aprovada e assinada.
:-)

11:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home