23 março 2009

A taça da Liga...Futebol ou talvez não...

Queria deixar aqui o meu apoio a Lucílio Baptista o árbitro da final da Taça da Liga entre o Benfica e o Sporting. 

É verdade que cometeu um erro que teve influência no resultado. No entanto, teve a coragem de admitir esse erro na televisão. Deverá pagar pelo erro, uma vez que não fez o seu trabalho bem feito, mas gostava que não o crucificassem. De qualquer forma, parece-me que o tipo vai ser "comido vivo" pois neste país só os outros é que erram, nós somos sempre perfeitos.

Achei que era importante chamar a atenção para este gesto bonito de alguém com bom carácter. Quanto a gente perfeita só Deus ... que não é gente.

2 Comments:

Anonymous LC said...

No fundo, nao somos tao diferentes de certos povos ditos primitivos, que tambem contruiram civilizacoes impressionantes, que veneravam o sacrificio humano. O sacrificio humano toma formas diferentes hoje em dia, mas continua presente. O massacre a todas as personagens publicas. Sao os paparazzi, as revistas cor-de-rosa, sao os jornais desportivos ... tudo tem uma seccao dedicada ao sacrificio humano.
.
Por alguma razao, muitos filmes futuristas (Mad Max, Star Wars, ...) apresentam arenas com espetaculos de sacrificio humano.
.
E a conversa de bairro que aponta o dedo a este e aquele, que o sacrifica perante os olhos de todos.
.
Ate na santa igreja catolica temos a "linda" imagem do inferno onde as almas perdidas ardem para todo o sempre.
.
Faz parte do show!

2:17 da tarde  
Blogger AD said...

Há muitos anos que não me lembro de ver um erro de arbitragem escrutinado como este.

A bola vai ao peito muda de trajectória e o braço do jogador movimenta-se. Centanas e centenas de vezes esta situação sucede-se e o árbitro marca penalti, visto que tem de decidir na altura.

Uns minutos depois Suazo leva uma trancada e só não cai pois tem uma mentalidade futebolística diferente e tenta prosseguir com o lance, que entretanto morreu. MAS ERA PENALTI, só que a discussão centra-se naquele outro erro apenas.

Eu estava a ver pela TV e à primeira também me pareceu penalti.

OK, não era penalti, mas o jogador mesmo assim teve de converter o penalti em golo. E o Benfica-Sporting acabou empatado e o Sporting teve a oportunidade de ganhar a Taça.

Aliás, se não fosse penalti, estaria o jogo automaticamente ganho para o lado do Sporting?

Mas... num jogo em que o Paulo Bento disse -e bem- que o que iria interessar não era quem ganhava, para o elogiar, mas sim quem perdia, para enterrar, será que não deu jeito haver um bode expiatório, que desvia a atenção da discussão mediática da derrota da equipa e transfere-a para a "derrota" (ou seja, do erro) do árbitro?

Será que psicologicamente não é melhor ter algo para dizer aos jogadores e para a imprensa (olhem, perdemos, mas foi culpa do árbitro...) do que não ter nada para dizer?? (ok rapazes... perdemos...), especialmente uma equipa que vem duma eliminatória 12-1 e que está a 4 pontos duma equipa altamente moralizada, o FCP???

Não me venham então atirar areia para os olhos, nem sequer areia transportado pelo vento, perdão Bento.

2:58 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home